Header Ads

POSSÍVEL CENÁRIO NO CASO DE UMA INTERVENÇÃO CÍVICO MILITAR NO BRASIL




Matéria baseada, na Profecia do Presidente General Ernesto Geisel 1974/1979, 4º no regime militar brasileiro. Seu governo foi marcado pelo início de uma abertura no cenário político e amenização do rigor do regime militar brasileiro, onde encontrou fortes oposições de políticos chamados de linha-dura. 

"Se é a vontade do povo brasileiro eu promoverei a Abertura Política no Brasil. Mas chegará um tempo que o povo sentirá saudade da Ditadura Militar. Pois muitos desses que lideram o fim da ditadura não estão visando o bem do povo mas sim seus próprios interesses"

Retratamos aqui, apenas uma suposição de uma realidade, que pode estar batendo as nossas portas em um futuro muito próximo.

Atendendo à vontade do povo brasileiro, que clama desesperado por justiça em nossas ruas, em toda a Internet e pelos seus smartphones, após a constatação de duras afrontas a Constituição Federal, interpostas por um governo ilegítimo composto por parlamentares "fichas sujas", que vem governando apenas para ele e não mais para o seu povo, temendo pela total degradação de todas as riquezas naturais, fluviais e minerais, propriedades legítimas de todo o povo brasileiro, completa privatização de novas estradas, ferrovias, aeroportos, petróleo, energia, água, setores industrias estratégicos e a concretização da terceirização de todos os trabalhadores que pagam os seus impostos e tributos, permitindo ainda, o controle externo da mão de obra brasileira, carga tributário desleal e abusiva praticada pelos dirigentes deste pais, desvios de dinheiro e barbas públicas de forma aberta e quase legal, vários escândalos nacionais, tentativa de tornarem a impunidade parlamentar uma lei blindada, foro privilegiado para todos os atuais políticos, restrição direta interposta às investigações da Polícia Federal e demais órgãos competentes, voto de legenda fechada, urnas eletrônicas não mais confiáveis, o retorno da escravidão branca, emendas que restringem a ação Constitucional do poder público federal; após a OAB, o Ministérios dos Direitos Humanos e o Conselho Nacional dos Direitos Humanos se posicionarem contra o atual Governo, fica decretado a partir das 00:00 deste dia, 26 de março, Ano Supreme, o Ato Interventivo Militar Geisel II, que fica conhecido a partir deste momento, como AIMG, entrando em vigor nesta mesma data e dispõe das seguintes ações para restabelecermos os direitos básicos do cidadão brasileiro:

I - Ficam congelados todos os preços de produtos e serviços no Brasil, com valores estabelecidos em Notas Fiscais de acordo com a data anterior a esta publicação.

II - Todo parlamentar deverá se apresentar no Congresso Nacional até as 20 horas do dia 27 de março para prestarem contas de suas ações ao AIMG no qual terão todas as suas contas e patrimônios reavaliados por uma comissão que será especialmente criada para atender a esta finalidade. Qualquer político, seja ele deputado estadual, federal, senador, ministro, governador, presidente ou qualquer outro cargo público detentor de foro privilegiado, que omitir qualquer informação de seus bens, patrimônios e/ou contas sejam estas, no Brasil ou ainda, nos chamados "paraísos fiscais" será condenado, passível a "execução pública" transmitida ao vivo pelos canais de TV aberta em operação no país, abrindo mãos de todos os seus direitos como cidadão brasileiro.

III - Constatado irregularidades em suas declaração de renda ou patrimoniais, os valores e bens, serão repatriados e os os acusados deportados para outros países que aceitarem tais práticas. Na inviabilidade desta medida, serão condenados a trabalharem gratuitamente para o AIMG de acordo com suas formações acadêmicas. Em caso de inviabilidade desta medida, ficarão à disposição do Tribunal de Justiça que responderá diretamente ao AIMG.

IV - Será considerado crime grave com o AIMG, qualquer atividade suspeita cometida por empresas que operam em território nacional, a partir da data de publicação destas medidas.

V - Para simplificação de recolhimento dos impostos devidos, fica estipulado o IUB - Imposto Único Brasileiro, no valor de 4.2% sobre o valor de venda, seja ele comercial ou industrial, de atacado ou varejo.

VI - Não mais será permitido emissão de documentos de arrecadação do IUB por meios eletrônicos. Tudo deverá ser emitido em Notas Fiscais Manuais de acordo com o formulário 301-17 que estará disponível no portal do AIMG, para que assim possam ser auditados todo o faturamento e recolhimento de impostos por parte das empresas e industrias em operação direta ou indireta no Brasil.

VII - Fica estipulado o valor de R$2,630,00 para o salário mínimo brasileiro, entrando em vigor, no dia 1º de Abril.

VII - Não existe mais portanto, a obrigatoriedade de se pagar a qualquer funcionário, que poderá ter relações trabalhistas por meios de contrato direto, por período indeterminado de tempo, direitos como férias, 13º salário, abono salarial, licença maternidade, plano de saúde, vale alimentação, recolhimento de FGTS ou qualquer outro benefício que foi completamente incorporado em seu salário, por esta medida, instituída pelo AIMG nesta data.

VII - As Empresas e todo o Setor Industrial terão apenas 30 dias para se adequarem a estas medidas.

VIII - Todo trabalhador regulamentado ou não, terá a obrigatoriedade de recolher mensalmente o valor de 4% sobre o Salário Mínimo Nacional para o FAN - Fundo de Aposentaria Nacional, antigo INSS.

IX - Será proibido às famílias brasileiras manterem "homens" e "mulheres" trabalhando, no qual será determinada a um deles, independente do seu sexo, idade ou cor, as funções "do lar" para desta forma, poderem cuidar de seus filhos. O objetivo desta medida é ajustar os índices de desemprego imediatamente em nosso pais.

X - Todo o Setor Comercial e Industrial com mais de 20 funcionários, está obrigado no prazo máximo de 30 dias, a contratarem 10% a mais do seu quadro de funcionários atual.

XI - Fica autorizado ao cidadão brasileiro a partir dos seus 15 anos de idade, independente de seu sexo a trabalharem no Brasil, desde que seu desempenho escolar não seja prejudicado.

XII - Está suspenso por tempo indeterminado, todo e qualquer benefício não integrado a Constituição Federal, tais como: bolsa família, auxílio reclusão, auxílio educação, bolsa gaz, bolsa alimentação e todos os demais.

XIII - Todo cidadão que estiver com restrição de liberdade, portanto detido sob responsabilidade do AIMG, terá que prestar serviços em qualquer área que assim seja designado, sob pena de morte, caso recuse a oferta de trabalho do AIMG.

XIV - Todas as Empresas, Industrial, Estradas, Ferrovias, Aeroportos e demais concessões que foram realizadas pelo Governo Anterior, estão, desde esta data, canceladas, por entendermos que tais obras foram construídas com o dinheiro do povo brasileiro, portanto, devem ser devolvidas ao povo desta nação.

XV - Não serão tributados alimentos da cesta básica no Brasil.

XVI - Todo cidadão Brasileiro que estiver desempregado, receberá um salário mínimo do FAN, até que o governo o coloque novamente no mercado de trabalho. Sua recusa em trabalhar, será interpretado como ofensa grave ao atual plano de governo.

XVII - Serviços de manutenção à vida, tais como: Internet, água, luz, gaz e moradia, não serão mais tributados no Brasil e serão um direito adquirido de todo o povo brasileiro, não sendo mais necessário que sejam pagos quaisquer taxas que sejam para a distribuição destes serviços mais básicos.

XVIII - Toda faculdade particular em operação no Brasil, receberá ajuda para pagar seus custos durante 5 anos. Desta forma, após auditoria interna, deverão formar gratuitamente novos brasileiros, tal como o foi feito nos 5 anos anteriores. Iremos priorizar os cursos de medicina, engenharia, administração pública, odontologia, entre outros que se fazem conhecer do edital 309-17.

[ ... ]

Pena que esta notícia é apenas uma suposição lúdica do que poderia acontecer no Brasil, caso uma intervenção cívico-militar se concretizasse nesta data, até que a constituição fosse revista e novas eleições convocadas, para que o povo brasileiro, escolhesse seus representantes. Não deve ser considerada, uma vez que o nosso objetivo é apenas e somente alertar a toda nação, que solução existe, sim, para reorganizarmos o Brasil, só falta coragem por parte daqueles, que realmente detêm em suas mãos, o poder para tornar sonhos como este, uma realidade. 

Nossa motivação, provém das palavras do povo pelas Redes e Grupos Sociais, nos inspirando a escrevermos cada vez mais, matérias como esta, devido a vários textos como este em circulação pelo WhatsApp atualmente, no qual o Governo Michel Temer, virou motivo de piada para a classe média em nossa sociedade. 

EU NÃO FALEI NADA

Primeiro tiraram a Dilma, mas como eu não votei nela, eu não falei nada.

Depois tiraram o PT de circulação, como eu não gosto do PT, pra ser bem sincero, na realidade, eu tenho horror ao PT, não falei nada.

Ai colocaram o Temer proprietário da Empresa Fodex, onde tudo que ele coloca a maldita mão, "fede a injustiça popular", como não fui eu quem votou nele, eu também não falei nada.

Ai terceirizaram o trabalho, como eu nem sei direito o que é isso, pois estudei nas costas do meus pais até os meus 33 anos de idade, depois de me formar na faculdade, fazer duas pós, um mestrado e não contente em ferrar com a vida dos meus pais já em idade avançada, um doutorado; não falei nada.

Depois acabaram com a previdência social completamente, a transformando na previdência escravagista que temos atualmente; tinha que morrer primeiro para requerer o benefício depois; tão cômico, quanto trágico; como estou longe de me aposentar, pois nunca trabalhei e certamente não viverei até os 84 anos de idade, sabendo que fiquei dois anos ainda estudando para passar em um concurso público que me garantisse um bom salário; também não falei nada. Ou seja: passei toda minha vida, como grande parte da população, apenas observando no conforto de minha casa, as pessoas lutando pelos meus direitos na rua e pela internet, com minha "bunda gorda" despojada sobre a cama, assistindo a todos os documentário que passavam, comendo pipoca e tomando refrigerante "zero" por ter estudado apenas em universidades privadas.

Ai acabaram com os sindicatos, como isso sempre foi cabide de emprego, e na verdade só serve para se cortarem dedos e solicitarem aposentadorias antes dos 40 anos de idade, para poucos na verdade, aplaudi, e não falei nada.

Até o belíssimo dia em que eu arrumei um emprego de verdade, após meus pais terem falecido, depois de muito procurar, pois em concursos públicos, só com um QI bastante alto, de preferência dentro do Congresso Nacional (Quem Indica), fui demitido, e contratado como terceiro para aí sim, nunca mais me aposentar e sem direito a férias, 13º salário, seguro desemprego, fundo de garantia, nada; até meu vale refeição que já era uma verdadeira miséria, eles cortaram; tive que comprar uma bicicleta, pois vale transporte, era só para SP2 mesmo.

Foi então que descobri, que não havia partido algum, nem qualquer sindicato, e nem mesmo uma Justiça do Trabalho a quem eu pudesse recorrer.

Nesse dia, eu realmente entendi, que tipo de acordo o Governo Temer tinha feito com a REDE GLOBO a FIESP o Cunha, com todas as revistas e jornais fascistas, o  Senado e o  STF em agosto de 2016.

MILITAR É INCOMPETENTE DEMAIS

Militar é incompetente demais!!!
Militares, nunca mais!

Ainda bem que hoje tudo é diferente, temos um Pais sério, honesto e progressista. Cresce o grupo que não quer mais ver militares no poder, pelas razões abaixo.

Militar no poder, nunca mais. Só fizeram lambanças. Tiraram o cenário bucólico que havia na Via Dutra de uma só pista, que foi duplicada e recebeu melhorias; acabaram aí com as emoções das curvas mal construídas e os solavancos estimulantes provocados pelos buracos na pista.

Não satisfeitos, fizeram o mesmo com a rodovia Rio-Juiz de Fora.

Com a construção da ponte Rio-Niterói, acabaram com o sonho de crescimento da pequena Magé, cidade nos fundos da Baía de Guanabara, que era caminho obrigatório dos que iam de um lado ao outro e não queriam sofrer na espera da barcaça que levava meia dúzia de carros.

Criaram esse maldito do Proálcool, com o medo infundado de que o petróleo vai acabar um dia, embebedando nossos veículos que se tornaram quase que independeres do governo americano e europeu.

Para apressar logo o fim do chamado "ouro negro", deram um impulso gigantesco à Petrobras, que passou a extrair petróleo 10 vezes mais (de 75 mil barris diários, passou a produzir 750 mil); sem contar o fedor de bêbado que os nossos carros passaram a ter com o uso do álcool, imitado por todos os outros tais países de primeiro mundo...

Enfiaram o Brasil numa disputa estressante, levando-o da posição de 45ª economia do mundo para a posição de 8ª, trazendo com isso uma nociva onda de inveja mundial. O Brasil passou a ser temido até mesmo pela China, pois com a implementação das usinas nucleares, o mundo passou a nos olhar como um dos seus. Logo o Brasil deixou de viver do povo e passou a viver para o povo!

Tiraram o sossego da vida ociosa de 13 milhões de brasileiros, que, com a gigantesca oferta de emprego, ficaram sem a desculpa do "estou desempregado".

Em 1971, no governo militar, o Brasil alcançou a posição de segundo maior construtor de navios no mundo. Uma desgraça completa.

Com gigantesca oferta de empregos, baixaram consideravelmente os índices de roubos e assaltos. Sem aquela emoção de estar na iminência de sofrer um assalto, os nossos passeios perderem completamente a graça.

Alteraram profundamente a topografia do território brasileiro com a construção de hidrelétricas gigantescas (Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipu), o que obrigou as nossas crianças a aprenderem sobre essas bobagens de nomes esquisitos...

O Brasil, que antes vivia o romantismo do jantar à luz de velas ou de lamparinas, teve que tolerar a instalação de milhares de torres de alta tensão espalhadas pelo seu território, para levar energia elétrica a quem nunca precisou disso.

Implementaram os metrôs de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza, deixando tudo pronto para atazanar a vida dos cidadãos e o trânsito nestas cidades.

Esses militares baniram do Brasil pessoas bem intencionadas, que queriam implantar aqui um regime político que fazia a felicidade dos russos, cubanos e chineses, em cujos países as pessoas se reuniam em fila nas ruas apenas para bater-papo, e ninguém pensava em sair a passeio para nenhum outro país.
Foram demasiadamente rigorosos com os simpatizantes daqueles regimes, só porque soltaram uma "bombinha de São João" no aeroporto de Guararapes, onde alguns inocentes morreram de susto apenas.

Os militares são muito estressados. Fazem tempestade em copo d'água só por causa de alguns assaltos a bancos, sequestros de diplomatas.... ninharias que qualquer delegado de polícia resolve.

Tiraram-nos o interesse pela Política, vez que os deputados e senadores daquela época não nos brindavam com esses deliciosos escândalos que fazem a alegria da gente atualmente, pois colocar centenas de milhares de dólares em malas, cuecas e apartamentos, era o mesmo que assinar seu próprio atestado de morte; a sim. Bandido morria mesmo e o tempo todo. Mas o trabalhador era respeitado, a família era respeitada, as casas eram respeitadas.

Os de hoje é que são bons e honestos. Cadê os Impostos de hoje, isto eles não fizeram! Naquela época, o brasileiro pagava apenas 21% de imposto final. Hoje, pagam quase que 65%, pois a gasolina em dias atuais, custaria R$0.42 *quarenta e dois centavos de real) e seria exportada por R$4.60; não havia inversões de valores, logicamente. 

Para piorar a coisa, ainda criaram o MOBRAL, que ensinou milhões a ler e escrever, aumentando mais ainda o poder desses empregados contra os seus patrões.

Nem o homem do campo escapou, porque criaram para ele o FUNRURAL, tirando do pobre coitado a doce preocupação que ele tinha com o seu futuro. Era tão bom imaginar-se velhinho, pedindo esmolas para sobreviver.

Outras desgraças criadas pelos militares: Trouxeram a TV a cores para as nossas casas, pelas mãos e burrice de um Oficial do Exército, formado pelo Instituto Militar de Engenharia, que inventou o sistema PAL-M. Criaram ainda a EMBRATEL; TELEBRÁS; ANGRA I e II; INPS, IAPAS, DATAPREV, LBA, FUNABEM. A sim... se um brasileiro passasse mal e qualquer hospital não o atendesse, bom; o diretor do hospital era exonerado na hora de seu cargo e perdia todos os seus direitos administrativos. A saúde naquele época era horrível mas ninguém morria nas filas dos hospitais. Hoje em dia, a saúde é a melhor do mundo, mas falta médico para 14 em cada grupo de 20 brasileiros. 

Tudo isso e muito mais os militares fizeram em 22 anos de governo. Pensa!!!
Depois que entregaram o governo aos civis, estes, nos vinte anos seguintes, não fizeram nem 10% dos estragos que os militares fizeram.

Graças a Deus!!!

Ainda bem que os militares não continuaram no poder!!!

Tem muito mais coisas horrorosas que eles, os militares, criaram, mas o que está escrito acima é o bastante para dizermos: "Militar no poder, nunca mais!!!", exceto os domesticados.

Ainda bem que hoje estão assumindo o poder pessoas compromissadas com os interesses do Povo.

Militares jamais! Os políticos de hoje pensam apenas em ajudar as pessoas e foram injustamente prejudicadas quando enfrentavam os militares com armas às escondidas com bandeiras de socialismo.

Os países socialistas são exemplos a todos.

ALÉM DISSO, NENHUM DESSES MILITARES CONSEGUIU FICAR RICO. NENHUM DELES COMPROU TRIPLEX, FAZENDA, AVIÕES OU SÍTIOS. POR ESTE MOTIVO, MILITARES NUNCA MAIS!


Arnaldo Jabor.

Autor desconhecido


Redator: Diego Lincoln
Revisão e Adequação Jurídica: César Chagas
Revisão Técnica: Gabriel Santos

Fonte Primária de Pesquisa: Online Revista Notícia e Verdade


Uma das únicas revistas online que é mensalmente impressa, Notícia & Verdade está de olho e vai continuar lutando pelo direito de toda trabalhador brasileiro.

15 comentários:

  1. Comecei lendo com medo rs e acabei de ler com esperança. Tirando uma coisa ou outra o plano de intervenção está muito bom. Não quer tomar a frente não?rs Penso que o maior problema seja esse, ninguém quer, dado o tamanho do B.O.

    ResponderExcluir
  2. Acho que todos começam lendo esta reportagem com medo, e acredito que como repórter político, conseguimos passar a informação de uma forma clara e objetiva. E é exatamente isto Carol, o tamanho do BO que temos para resolver, visto o que o atual governo vem fazendo - somente MERDA.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma reportagem que descreveu a verdade sou desse tempo e lembro dessas frases e ainda vivo para comprovar a veracidaded delas

      Excluir
    2. Uma reportagem que descreveu a verdade sou desse tempo e lembro dessas frases e ainda vivo para comprovar a veracidaded delas

      Excluir
  4. Realmente essa na minha opinião seria a melhor solução para o povo recuperar a dignidade, e ter um país justo, grande parte destas medidas são benéficas a maioria não somente a pequenas massas como é hoje, seria a transformação perfeita para o país se tornar uma das maiores potências econômicas. Si.ko

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto... inspirador. Cheguei a pensar que era verdade(rs). Mas daí lembrei que no momento essa realidade só em nossos sonhos. Pra isso acontecer seria necessários mudanças drásticas em todos os sentidos.

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Talvez resolva!
      Mais no momento é a melhor opção!

      Excluir
  7. Estamos perdidos, pouco nos resta como patriotas o que sobrou na realidade é apenas capacidade de lutar. Até mesmo isto foi subtraído. Um plano macabro de pessoas ELEITAS pelo povo como representantese, E não podem revindicar porque também são corruptos em negociarem o item mais importante que é o passaporte direto pra RIQUEZA pessoal e de outrem. O VOTO! Os cidadãos estão de mãos atadas já dizia o ditado: "LADRÃO QUE ROUBA LADRÃO TEM CEM ANOS DE PERDÃO".

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Eu torço pra isso acontecer nós somos donos do Brasil não esses engravatados vamos a guerra

    ResponderExcluir
  10. Fiquei fascinado com a inteligência,sei que foi apenas uma expectativa, mas será a saída desse país a realidade dessas ações, tenho esperança

    ResponderExcluir
  11. Que venha a intervenção militar, se for para ser como no Texto de Arnaldo Jabor.

    ResponderExcluir

Comente utilizando a sua conta junto ao Facebook: